A vez do esporte universitário

Quem pratica ou já praticou um esporte não esquece a alegria e a sensação de prazer corporal advindas de sua prática. O esporte é um momento inconfundível em nossas vidas. Seja na quadra, na piscina, na montanha, no rio, no mar ou no ar, seja coletivo ou individual, no calor ou no frio, o esporte é uma prática que nos marca profundamente, que nos desenvolve, e que possibilita uma socialização que não pode ser alcançada em nenhuma outra atividade.

Embora, muitas vezes e com certa freqüência, o esporte não seja bem utilizado, quando impera a busca pela vitória acima de tudo, quando a violência supera a competição fraterna, ou ainda quando se prejudica o corpo para melhorar o desempenho esportivo; e bora isso tudo ocorra, o esporte continua sendo uma manifestação cultural que deve promover o ser humano e sua capacidade de transcendência.

A Unesporte surgiu por causa dessa identificação com o esporte. Além disso, uma outra preocupação uniu as pessoas para a empreitada de fazer esta revista. Essa preocupação tem como centro um conjunto de indagações sobre o esporte universitário: Por que o esporte universitário brasileiro não tem a organização nem a representação que merece? O que falta para o esporte universitário do país se desenvolver? Quais são as relações entre o esporte em geral e o esporte universitário? Por que só uma minoria dos universitários pratica esporte? Por que não há uma política esportiva universitária conseqüente no Brasil?

Em grande medida, a existência desta revista está associada às respostas a essas perguntas. A Unesporte buscará ser um instrumento de informação, de reflexão e de troca de experiências do mundo esportivo universitário. Para tanto, dará vez e voz aos atletas, aos organizadores e patrocinadores de eventos, às intituições esportivas, aos professores envolvidos nesse universo e, principalmente, aos estudantes aficionados do esporte.