EXPLORAR o mundo e conhecer o homem

Erguer-se sobre duas pernas e caminhar. Essa ação foi uma das mais importantes conquistas do ser humano. Ela possibilitou a exploração do mundo, o contato com a natureza e com o desconhecido. Ao fazê-lo, o homem foi se transformando. Aprender a caminhar é algo que faz parte da vida de todo indivíduo. Todos nos temos de aprender a caminhar. Todos nos queremos conhecer o mundo que nos cerca e ir além. O caminhar é parte constituinte da evolução humana individual e da espécie.
Talvez essa necessidade básica presente na origem do desenvolvimento
humano seja a causa do prazer das caminhadas. Há uma sensação de equilíbrio emocional, quando nos movimentamos e entramos em contato com a natureza. Nesse momento, estamos refazendo duas coisas básicas para nós: andando e conhecendo. Além de desfrutar o contato com a natureza, quem pratica caminhada beneficia-se fisicamente. Por suas características, essa atividade pode se ajustar às necessidades e condições de cada praticante. Na caminhada recreativa, o ritmo e a duração são determinados pelo próprio praticante. Por isso, quando realizada adequadamente, é uma das melhores atividades físicas, que beneficia ao sistema muscular e ao respiratório. Além disso, a caminhada em lugares naturais, longe da poluição sonora, da visual e da atmosférica, tão reincidentes nos meios urbanos, atua beneficamente no sistema nervoso.

PRÁTICA SEGURA, PRAZER GARANTIDO

No Brasil, existem milhares de lugares de natureza exuberante para
praticar caminhada com segurança. Segurança, nesse caso, significa roupa
adequada, equipamento necessário e procedimentos preventivos. Por exemplo, é sempre aconselhável caminhar acompanhado de alguém
que conheça a trilha; utilizar vestimenta de acordo com o relevo, o
percurso e as condições climáticas; iniciar a prática da caminhada por
trilhas menos radicais e de menor percurso; levar água ou líquido hidratante
etc. Isso tudo pode evitar problemas graves. Assim, antes da prática tome as precauções cabíveis, entrando em contato com as agências legalizadas e com experiência comprovada em organização de caminhadas. Siga todas as orientações de segurança indicadas. Não esqueça de olhar para você: gradue a exigência física da atividade de acordo com a sua condição.
Em São Paulo, há muitas regiões onde a prática da caminhada é comum. Entre elas, estão: Brotas (SP); Campos do Jordão; e os municípios do litoral de São Paulo que têm grande trecho de mata Atlântica preservada - Bertioga, São Sebastião, Ubatuba, Ilha Bela, Caraguatatuba e Cananéia.

DO SOFRIMENTO AO PRAZER

A palavra “trek” tem origem na língua africâner. O verbo trekken significa migrar e conotava sofrimento e resistência. Quando da colonização da África do Sul, a palavra foi absorvida pela língua inglesa e passou a significar longas caminhadas em direção ao interior do continente. Hoje, emprega-se a palavra “trekking” para designar caminhadas geralmente em trilhas naturais; e sua prática está relacionada a uma sensação de prazer.

 

IR PARA O SUMÁRIO DESTA EDIÇÃO

PÁGINA INICIAL